Pedro II


22 ºC


Estrelado



  (86) 9918-1155

   
 
 
Espalhe por aí                  Visualizações: 26


26/06/2018 às 06:42:00
Protesto na Grécia contra novo nome da Macedônia termina em violência

Time de futebol de cidade no norte da Grécia apoiou protesto, afirma imprensa grega
créditos: País vizinho vai se chamar República da Macedônia do Norte

 Gregos contrários à adoção do nome República da Macedônia do Norte pelo país vizinho entraram em conflito com a polícia durante protesto nesta segunda-feira (25) em Tessalônica, no norte da Grécia.


O protesto ocorria do lado de fora de um centro de convenções onde o partido de esquerda Syriza, do primeiro-ministro Alexis Tsipras, apresentava as vantagens do acordo que tenta resolver o impasse sobre a nomenclatura da república que fazia parte da Iugoslávia até 1991.


Segundo o jornal grego "Kathimerini", o conflito começou quando manifestantes atiraram pedras contra os policiais que faziam a segurança do evento. Não há informação sobre feridos ou detidos durante a confusão.


Tessalônica, cidade onde ocorre a reunião sobre o acordo, é a capital região da Macedônia Grega — na fronteira com o país que usa o mesmo nome. Por isso, os gregos da região se opõe ao uso do nome pela antiga república iugoslava.


Os primeiro-ministros dos dois países haviam anunciado em 12 de junho que concordaram que a Macedônia passará a se chamar República da Macedônia do Norte, encerrando uma disputa que impediu ao ex-país iugoslavo a entrar em instituições internacionais como a Otan ou a União Europeia (UE).


Para que o novo nome seja oficializado, a Macedônia deve fazer uma mudança em sua Constituição, o que representa uma grande polêmica no país e que pode ser vetada pelo presidente, Gjorge Ivanov. Depois disso, o acordo deve ser ratificado no parlamento grego.


Time de futebol apoiou protestos


De acordo com a imprensa local, um número incerto de manifestantes portava bandeiras e uniformes do clube de futebol PAOK, que é de Tessalônica. Em comunicado à imprensa lançado em 18 de junho, o time se opôs ao uso do nome Macedônia do Norte pelo país vizinho.


Impasse dura quase três décadas


Há mais de 20 anos que a Grécia reivindica que o país vizinho mude seu nome para evitar qualquer ambição de reivindicar a província grega de mesmo nome, local de nascimento do antigo rei Alexandre, o Grande.


O impasse sobre o nome da Macedônia dura desde a sua independência da Iugoslava, em 1991.


Na ONU, o país é denominado Ex-República Iugoslava da Macedônia (FYROM), embora o Conselho de Segurança o tenha reconhecido como nome provisório, para propósitos oficiais, quando o aceitou como Estado-membro.





Fonte.g1

Publicado Por.Antonio Francisco

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Internacionais

Protesto na Grécia contra novo nome da Macedônia termina em violência

Time de futebol de cidade no norte da Grécia apoiou protesto, afirma imprensa grega

26/06/2018   06:42:00

Ler Matéria

Plano de Trump para manter famílias imigrantes detidas juntas enfrenta desafios logísticos

País não possui a infraestrutura necessária para a manutenção dessas famílias detidas por longos períodos

26/06/2018   06:32:43

Ler Matéria

Donald Trump diz que não haverá acordo para acolher jovens imigrantes nos EUA

A declaração foi feita pelo presidente no Twitter

02/04/2018   05:45:31

Ler Matéria

Papa:Conflito na Terra Santa "não poupa os indefesos"

Francisco também fez súplicas pelo fim do “extermínio” na Síria

02/04/2018   05:40:19

Ler Matéria

Cantora turca é condenada a 10 meses de prisão por insultos ao presidente em canção

Em apresentação, Zuhal Olcay usou o nome de Recep Tayyip Erdogan para rimar com as palavras

23/03/2018   06:30:56

Ler Matéria

Ex-modelo da Playboy quebra silêncio sobre Trump: \'nos vimos dezenas de vezes\'

Karen McDougal diz que relação extraconjugal durou 10 meses, antes de Trump ser presidente. Ex-coelhinha pediu desculpa à primeira-dama Melania.

23/03/2018   06:25:57

Ler Matéria

Atirador da Flórida sofria de depressão, déficit de atenção e autismo, segundo sua mãe

Em relatório de 2016, Departamento de Crianças e Famílias apontava que Nikolas Cruz recebia tratamento psiquiátrico e tomava medicamentos

20/02/2018   06:26:28

Ler Matéria

Partido no poder na África do Sul dá 48 horas para Zuma renunciar, diz TV estatal

Caso presidente Jacob Zuma não renuncie, Congresso Nacional Africano irá tirá-lo do poder, de acordo com a TV estatal da África do Sul, a SABC.

13/02/2018   07:24:28

Ler Matéria



 
 
Rádio Cruzeiro Am
Rua Corinto Andrade (Praça Manoel Nogueira Lima) Nº460, Pedro II - PI
Tel:  (86) 3271-1186  -  WhatsApp:  (86) 9918-1155
 

 Online Agora:

  11

 Visitas:

  1242574