Pedro II


30 ºC


Ensolarado com muitas nuvens



  (86) 9918-1155

   
 
 
Espalhe por aí                  Visualizações: 133


18/05/2017 às 06:08:31
Justiça dos EUA nomeia ex-diretor do FBI para liderar investigação sobre a Rússia

Robert Mueller entrou para o FBI no governo de George W. Bush, em 2001, cargo em que permaneceu até 2013, quando Comey assumiu como diretor do órgão na gestão do ex-presidente Barack Obama.
créditos: Robert Mueller

 O Departamento de Justiça dos Estados Unidos nomeou nesta quarta-feira (17) um conselheiro especial para liderar a investigação sobre a suposta influência da Rússia nas eleições americanas de 2016. O nomeado é o ex-diretor do FBI Robert Mueller. Ele será "autorizado a investigar crimes federais", de acordo com o Departamento de Justiça norte-americano.


Mueller foi nomeado como chefe do FBI no governo de George W. Bush, em 2001, cargo em que permaneceu até 2013, quando James Comey, demitido na semana passada, assumiu como diretor do órgão.


A medida ocorre num momento em que há demandas crescentes por uma investigação independente a respeito de supostos esforços russos para influenciar o resultado da eleição presidencial de novembro em favor de Donald Trump e contra a democrata Hillary Clinton.


"Minha decisão (de nomear um conselheiro especial) não é a constatação de que crimes foram cometidos ou que qualquer processo judicial é justificado", disse o vice-secretário de Justiça, Rod Rosenstein, em um comunicado.


"Eu determinei que um conselheiro especial é necessário para que o povo americano tenha plena confiança no resultado."


Após o anúncio, a Casa Branca emitiu um comunicado em que o presidente Trump afirma que a investigação vai confirmar que não houve ligação entre os russos com a sua campanha. "Como disse muitas vezes, uma investigação exaustiva vai confirmar o que já sabemos - não houve nenhum conluio entre a minha campanha e qualquer entidade estrangeira", afirma.


A escolha de Mueller para o cargo é vista como uma forma de "acalmar os ânimos" do congresso norte-americano depois que o ex-diretor do FBI, James Comey, relatou que o presidente dos EUA pediu o fim das investigações sobre a interferência da Rússia nas eleições americanas. O Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes solicitou nesta terça ao FBI todos os documentosque Comey elaborou sobre suas conversas com o presidente.


À imprensa, o senador republicano John Corny disse que o anúncio desta quarta poderia facilitar a aprovação de um novo diretor do FBI pelo Senado -- Comey foi demitido na semana passada.





Fonte.g1

Publicado Por.Antonio Francisco

COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA









Internacionais

Venezuela prende 6 pessoas após suposto ataque de drones contra Maduro

Um dos suspeitos tinha mandato de prisão pendente por ataque em 2017; outro já tinha sido preso por participar de protestos contra o governo

06/08/2018   06:16:07

Ler Matéria

Pelo menos 91 pessoas morrem após terremoto atingir a ilha turística de Lombok, na Indonésia

Região foi sacudida por um tremor de magnitude 7

06/08/2018   06:07:57

Ler Matéria

Protesto na Grécia contra novo nome da Macedônia termina em violência

Time de futebol de cidade no norte da Grécia apoiou protesto, afirma imprensa grega

26/06/2018   06:42:00

Ler Matéria

Plano de Trump para manter famílias imigrantes detidas juntas enfrenta desafios logísticos

País não possui a infraestrutura necessária para a manutenção dessas famílias detidas por longos períodos

26/06/2018   06:32:43

Ler Matéria

Donald Trump diz que não haverá acordo para acolher jovens imigrantes nos EUA

A declaração foi feita pelo presidente no Twitter

02/04/2018   05:45:31

Ler Matéria

Papa:Conflito na Terra Santa "não poupa os indefesos"

Francisco também fez súplicas pelo fim do “extermínio” na Síria

02/04/2018   05:40:19

Ler Matéria

Cantora turca é condenada a 10 meses de prisão por insultos ao presidente em canção

Em apresentação, Zuhal Olcay usou o nome de Recep Tayyip Erdogan para rimar com as palavras

23/03/2018   06:30:56

Ler Matéria

Ex-modelo da Playboy quebra silêncio sobre Trump: \'nos vimos dezenas de vezes\'

Karen McDougal diz que relação extraconjugal durou 10 meses, antes de Trump ser presidente. Ex-coelhinha pediu desculpa à primeira-dama Melania.

23/03/2018   06:25:57

Ler Matéria



 
 
Rádio Cruzeiro Am
Rua Corinto Andrade (Praça Manoel Nogueira Lima) Nº460, Pedro II - PI
Tel:  (86) 3271-1186  -  WhatsApp:  (86) 9918-1155
 

 Online Agora:

  4

 Visitas:

  1327989